Skip to content

QUEM É O SEU AMANTE?

10/08/2011

QUEM É O SEU AMANTE? 
(Jorge Bucay – Psicólogo)
 

” Muitas pessoas tem um amante e outras gostariam de ter um.
Há também as que não tem, e as que tinham e perderam”.
Geralmente,
são essas últimas que vem ao meu consultório,
para me contar que estão tristes
ou que apresentam sintomas típicos de insônia,
apatia, pessimismo, crises de choro, dores etc.
Elas me contam que suas vidas transcorrem de forma monótona e sem perspectivas, que trabalham apenas para sobreviver
e que não sabem como ocupar seu tempo livre.
Enfim, são várias as maneiras que elas encontram para dizer que estão simplesmente perdendo a esperança.
Antes de me contarem tudo isto, elas já haviam visitado outros consultórios, onde receberam as condolências de um diagnóstico firme:
“Depressão”,
além da inevitável receita do anti-depressivo do momento.
Assim, após escutá-las atentamente,
eu lhes digo que não precisam de nenhum anti-depressivo; digo-lhes que precisam de um
AMANTE!!!
É impressionante ver a expressão dos olhos delas
ao receberem meu conselho.
Há as que pensam:
“Como é possível que um profissional se atreva a sugerir uma coisa dessas”?!
Há também as que, chocadas e escandalizadas,
se despedem e não voltam nunca mais.
Aquelas, porém, que decidem ficar e não fogem horrorizadas, eu explico o seguinte:
“AMANTE”
é aquilo que nos “apaixona”,
é o que toma conta do nosso pensamento antes de pegarmos no sono,
é também aquilo que, às vezes, nos impede de dormir.
O nosso “AMANTE ”
é aquilo que nos mantém distraídos
em relação ao que acontece à nossa volta.
É o que nos mostra o sentido e a motivação da vida.

Às vezes encontramos o nosso
“AMANTE”
em nosso parceiro, outras,
em alguém que não é nosso parceiro,
mas um amigo que nos desperta para vida.
Também podemos encontrá-lo
na pesquisa científica ou na literatura,
na música, na política,
no esporte, no trabalho,
na necessidade de transcender espiritualmente,
na boa mesa, no estudo
ou no prazer obsessivo do passatempo predileto….
Enfim,
é “alguém!” ou “algo”
que nos faz “namorar a vida”
e nos afasta do triste destino de
“ir levando”!..

E o que é “ir levando”?
Ir levando é ter medo de viver.
É o vigiar a forma como os outros vivem,
é o se deixar dominar pela pressão,
perambular por consultórios médicos,
tomar remédios multicoloridos,
afastar-se do que é gratificante,
observar decepcionado cada ruga nova que o
espelho mostra,
é se aborrecer com o calor ou com o frio,
com a umidade, com o sol ou com a chuva.
Ir levando
é adiar a possibilidade de desfrutar o hoje,
fingindo se contentar com a incerta e frágil ilusão,
de que talvez possamos realizar algo amanhã*.
Por favor, não se contente com
“ir levando”;
procure um amante,
seja também um amante e um protagonista
… DA SUA VIDA!

Acredite:
O trágico não é morrer,
afinal a morte tem boa memória,
e nunca se esqueceu de ninguém.
O trágico é desistir de viver…
Por isso, e sem mais delongas,
procure um amante …
A psicologia após estudar muito sobre o tema,
descobriu algo transcendental:

“PARA  ESTAR SATISFEITO, ATIVO
E SENTIR-SE JOVEM E FELIZ,
É PRECISO NAMORAR A VIDA”.

Anúncios
6 Comentários leave one →
  1. Fernanda Maria Daniel permalink
    29/02/2012 10:52

    o texto é lindo!
    quando antes de tudo a pessoa ainda tem noção de valores e princípios…
    e eu perdi tudo isso!
    Sempre fui apaixonada pela vida embora tivesse muitas dificuldades, mas hoje meu encanto se fechou, se perdeu! momentos felizes são raros qdo não se ve graça em nada…
    Mas isso não é o pior… o pior é não encontrar a ponta da corda, o porque!
    Cade meu amor que tava aqui!?!?!?!?
    O amor pelo meu sorriso, pra fazer os outros sorrirem, o amor pela doçura, pra dar calmaria aos outros, o amor pela paciencia… pra vivenciar uma historia linda… e o que eu tive em troca!
    Com 26 anos me sinto uma velha de 60 que sofreu a vida toda, ai me culpo por ser tão ingrata, por ser tão grosseira e mal agradecida com Deus e as pessoas que amo….
    ta dificil!!!!
    E me culpo por ser tao pouco tao fraca!!!

    • Flávio Mesquita permalink*
      01/03/2012 07:52

      Fernanda, obrigado por sua participação no BLOG.

      Achei muito legal quando vc diz que “o pior é não encontrar a ponta da corda, o porque”

      Isso me traz duas reflexões :

      1- seria importante “encontrar a ponta da corda” ? hum … sim ! Sem dúvida ajudaria bastante saber a causa (se é que existe UMA) ou fator que serviu como divisor de águas para vc ter mudado tão radicalmente sua postura para com a vida. Mas ai me leva a segunda reflexão …

      2- será que vc não está perdendo tempo e energia demais se preocupando em encontrar “o que aconteceu” em lugar de voltar a viver com intensidade ? Será que não valeria mais a pena fazer um investimento de fato nas coisas que vc gosta, e que sempre gostou, como uma forma de reaprender a viver com prazer ao invés de ficar se questionando por que não tem mais conseguido fazer isso de forma espontânea ?

      A proposta aqui é bem pragmática : reaprender a gostar da vida !

      Com 26 anos vc, literalmente, tem praticamente a vida inteira pela frente e não haveria motivo para dar essa empreita por desistida, siplesmente nõa precisa ser assim !

      Pense em buscar amparo psicológico e vá dando passos, mesmo que pequenos, na sua reconquista do prazer de viver …Isso é possível SIM !

      Boa sorte e um abraço

    • luzinete permalink
      04/08/2016 08:32

      Fernandinha, conheci esse texto hoje. Pelo tempo, espero que tenha superado essa fase dificil. Com certeza vc é muito jovem para pensar assim…. aliás, nem se já estivesse com 70!!! Bola pra frente. A vida é um indo e vindo de oportunidades (boas e ruins) para o nosso crescimento moral e espiritual!

  2. 13/12/2011 11:36

    PERFEITO,EU QUE FICO EM CASA SEM NADA DE UTIL P FAZER,ANDO BEM MAL JA QUE MEU COMPANHEIRO TEM MILHOES DE ATIVIDADES,PARTICIPA DE TD ,EU VOU JUNTO QND E POSSIVEL QUANDO NAO VOU FICO AQUI FAZENDO MILHOES DE HISTORINHAS TENEBROSAS DO QUE ELE DEVE ESTAR APRONTANDO AI DISTURBIOS GASTRICOS TOTAIS,TRISTEZA,A I,AGINAÇAO E UMA AUTORA DE NOVELA QUE GANHA OSCAR PQ MONTA CADA CONTO EM MINHA CABEÇA,ESTOU A PROCURA DE INFORMAÇOES E DE UMA BOA TERAPIA,JA QUE O PARCEIRO TA SE EMPENHANDO EM ME AJUDAR .POR FAVOR ME MANDE ALGUMA RESPOSTA

    • Patrícia Mantovani permalink*
      15/12/2011 09:27

      Olá Nilza, em que cidade vc mora? Posso ver se conhecemos alguem proximo a vc que possa ajudá-la.
      Abço

  3. 01/12/2011 09:18

    Maravilhoso, concordo plenamente. Sem paixão não há vida. Parabéns pelo texto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: